pensador.info www.emagrecerdevez.com

domingo, 27 de julho de 2014

Na sala de espera


Uma sala de um consultório e minutos intermináveis de espera. Sobre uma mesa diversas revistas de fofocas de celebridades esparramadas são as únicas alternativas para os pacientes que não estão grudados em nos celulares fuçando as redes sociais e, esperam pelo custoso atendimento.
A fila é longa e a cada minuto chega uma prioridade, além dos representantes de laboratórios. E já meio enfastiada entre um suspiro e uma cruzada de pernas, de repente começo a folhear uma revista e um “Artigo de Primeira Mão” me desperta o apetite para a leitura. Começo a degustar cada palavra com uma fome voraz. São palavras simples, tal qual uma comida caseira que nos abre o apetite pela simplicidade, pelo aroma do tempero que se espalha pela casa, pelo quarteirão anunciando aos quatro ventos os segredos da cozinheira. E foi assim com esse tempero que aquela cronista me conquistou. Enamorei-me pelo seu jeito simples e bem-humorado de brincar com as palavras num ousado jogo de despertar a curiosidade do leitor (qualidade que admiro profundamente nas pessoas por essa não fazer parte dos meus predicados pessoais). Cuidei logo de saber quem era aquela que assinava a matéria, selecionei todas as revistas e procurei insaciável por outros exemplares daquela revista em busca de conhecer novos artigos daquela cronista de quem de repente passo a ser imediata fã. Li todos e lamentei que não houvesse entre o acervo do consultório um número maior da revista que eu acabara de conhecer, mas que já me conquistara.
Desde então ao entrar em qualquer sala de espera, entusiasmada, me dirijo imediatamente ao acervo de revistas em busca daquela jornalista a quem passei admirar os textos objetivos, cativantes, inteligíveis e, enquanto estou mergulhada na leitura apaixonante dos seus escritos não percebo a demora da espera tediosa e o tempo parece colaborar passando mais depressa, pois envolvida na leitura prazerosa dos “Artigos de Primeira Mão” assinados por Jeane Melo.


Umbelina Marçal Gadelha

Caros internautas

Caros internautas
"A literatura, como toda a arte, é uma confissão de que a vida não basta" Fernando Pessoa

Importante

Importante
Caso alguém seja autor de algum texto ou imagem contida neste blog, e não tenha sido creditada a sua autoria por meu desconhecimento, agradeço que me contatem imediatamente a fim de serem dados os devidos créditos.

Extrato de amora

De todas as postagens feitas aqui, o extrato de amora é a que é mais vista e mais comentada. Realmente há muitos depoimentos favoráveis ao extrato de amora, portanto, sinta-se a vontade para conhecer um pouco sobre os seus benefícios.
Quantos agoras perdemos esquecendo que o risco pode ser a salvação de muitas alegrias de nossas vidas... O medo que nos impede de sermos ousados agora, também está nos impedindo de vermos a linda pessoa que podemos ser. (Clarice Lispector)