pensador.info www.emagrecerdevez.com

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

QUERO-QUERO

O quero-quero é uma das aves mais populares do Brasil. É inconfundível pelo topete na nuca, por uma grande área alar (área da asa quando aberta) e pela base da cauda branca. Conhecido também como téu-téu, espanta-boiada e chiqueira. Ataca qualquer criatura que ameace o seu ninho, incluindo a criatura humana.
Ave da família dos Caradriídeos (Belonopterus chilensis lampronotus); tero-tero, téu-téu, tetéu, teréu-teréu, terém-terém, espanta-boiada, chiqueira. 2 Outra ave da mesma família (Belonopterus cayenensis); gaivota-preta. Pl: quero-queros. (Michaelis)
Nome científico: Vanellus chilensis
Nome em inglês: Southern Lapwing
Nome comum: Quero-quero
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Charadriiformes
Família: Charadriidae
Características: Possui 2 esporões sob as asas. Faz o ninho no chão.
Tamanho: mede 37 cm, peso 277 g (menos de 300 g)
Habitat: típico da América do Sul, é encontrado na Argentina, leste da Bolívia à margem direita do baixo Amazonas e no Brasil.
Filhotes: de 3 a 4 ovos
Descrição:
Possui um esporão pontudo, ósseo, com um cm de comprimento no encontro das asas, uma faixa preta desde o pescoço ao peito e ainda umas penas longas (penacho) na região posterior da cabeça. Tem um desenho chamativo de cores preta, branca e cinzenta na plumagem. A íris e as pernas são avermelhadas. Possui um esporão em cada asa que permanece oculto sob a plumagem. Os esporões são vermelhos sendo exibidos a rivais ou inimigos com um alçar de asa ou durante o vôo, quando se destacam bastante.

Alimentação: 

Alimentam-se de pequenos invertebrados aquáticos e peixinhos, de artrópodes como gafanhotos, aranhas, centopéias, caranguejos, etc. e moluscos terrestres. Adota às vezes tática de pescar semelhante à certas garças, espantando larvas de insetos e outros animais pequenos ocultos na lama e no gramado mexendo rapidamente as patas.

Hábitos: 

Apresenta hábitos diurnos, ocorrendo principalmente grandes campinas úmidas, regiões descampadas e praias de rios e lagoas.

Reprodução: 

Os ovos são postos na primavera em um ninho feito no solo, a fêmea põe de 2 a 4 ovos marrons com pintas pretas, manchados, confundindo-se perfeitamente com o solo e são nidificados em pequenas depressões no chão, incubados principalmente pela fêmea. Tem formato de pião ou pera, forma adequada para rolar ao redor de seu próprio eixo e não lateralmente.
Quando o adulto é espantado do ninho finge-se de ferido a fim de desviar dali o inimigo.
Durante a incubação e cuidado com os filhotes o macho torna-se agressivo, executando voos rasantes sobre o intruso, inclusive sobre os seres humanos. Os filhotes são nidífugos (abandonam o ninho assim que nascem). Apresentam plumagem carijó que permite ao filhote se camuflar na vegetação protegendo-se do ataque de predadores.

Referências

Ecologia: animal do mês: quero-quero.Na Poltrona, Rio de Janeiro, Ano 11, n. 127, p.10, jan 2010
http://pt.wikipedia.org/wiki/Quero-quero
http://michaelis.uol.com.br/
Blog: http://etologiabrasil.blogspot.com

Imagens
http://www.bancodoplaneta.com.br/
http://timblindim.wordpress.com/
http://www.curiosidadeanimal.com/
http://www.pantanalms.tur.br
http://pt.treknature.com/

Caros internautas

Caros internautas
"A literatura, como toda a arte, é uma confissão de que a vida não basta" Fernando Pessoa

Importante

Importante
Caso alguém seja autor de algum texto ou imagem contida neste blog, e não tenha sido creditada a sua autoria por meu desconhecimento, agradeço que me contatem imediatamente a fim de serem dados os devidos créditos.

Extrato de amora

De todas as postagens feitas aqui, o extrato de amora é a que é mais vista e mais comentada. Realmente há muitos depoimentos favoráveis ao extrato de amora, portanto, sinta-se a vontade para conhecer um pouco sobre os seus benefícios.
Quantos agoras perdemos esquecendo que o risco pode ser a salvação de muitas alegrias de nossas vidas... O medo que nos impede de sermos ousados agora, também está nos impedindo de vermos a linda pessoa que podemos ser. (Clarice Lispector)